6 indicadores de desempenho que sua loja virtual precisa acompanhar

Post-blog-6 indicadores de desempenho que sua loja virtual precisa acompanhar

Os indicadores de desempenho (KPI, ou Key Performance Indicators) ajudam o empreendedor a identificar o progresso das suas vendas, da sua estratégia de marketing e das metas de atendimento ao cliente.

Um KPI é uma métrica que depende dos objetivos que você possui em relação à sua loja e mostra se o seu negócio está ou não caminhando na direção certa desses objetivos.

Parece complicado? Não se preocupe, vamos ajudá-lo. Trouxemos alguns indicadores de desempenho que julgamos essenciais para sua loja virtual. Acompanhe!

1. Valor médio por pedido


O valor médio por pedido (VMP) pode ser considerado um indicador fundamental para empreendedores do varejo on-line, porque a receita da sua loja será diretamente proporcional a ele.

Basicamente, o VMP é calculado como a razão entre a soma de todos os valores de vendas concretizadas (receita bruta) pela quantidade de pedidos feitos (e não de produtos).

Por exemplo, digamos que no último mês sua loja concretizou a venda de 192 pedidos no carrinho, gerando um total de R$ 7.987. O VMP será de R$ 41,60. Essa métrica é importante, porque diz a quantia média de produtos que um cliente compra por pedido.

Por essa razão, para aumentar essa média, é necessário trabalhar uma estratégia para que o cliente adicione mais itens ao seu pedido em cada compra. Por exemplo, fazendo indicação de outros produtos relacionados ao que ele já colocou no carrinho, colocando frete grátis para compras a partir de determinado valor, entre outros.

2. ROI


Sigla bastante conhecida de quem trabalha no ramo de e-commerce, ou de qualquer outro negócio, o ROI (Return On Investment) diz respeito ao valor que você recebe de volta em comparação com o que você investiu no seu negócio.

É por meio do ROI que você saberá se o seu negócio está tendo um bom retorno financeiro ou não. Isto é, muita gente fala apenas em faturamento, não levando em conta a quantia que foi investida para se chegar àquele faturamento.

Vamos considerar dois casos como exemplo:

  1. A loja X teve um faturamento de dois milhões de reais no último ano, tendo um total de um milhão de reais investido no mesmo período. O ROI da loja X é de 200%.

  2. A loja Y teve um faturamento de um milhão de reais no último ano, porém investiu apenas cem mil reais nesse mesmo período. O ROI da loja Y foi de 1.000%.

Percebeu que, apesar de a loja X ter tido o dobro de faturamento, quando consideramos a quantia investida, a loja Y teve um retorno cinco vezes maior?

3. Taxa de conversão


Outra métrica considerada essencial para o seu negócio, a taxa de conversão diz respeito à efetividade da sua loja em fechar negócios. Para se chegar aos números desse indicador, basta encontrar a razão entre o número de vendas e o número de visitantes da sua loja em determinado período e depois multiplicar o resultado por 100, para se chegar ao valor em porcentagem.

Veja um exemplo básico: digamos que sua loja recebeu a visita de 10 mil pessoas entre dia 1º e dia 20 do mês passado. Nessa mesma faixa de tempo, sua loja teve um total de 150 vendas. A taxa de conversão do seu e-commerce nesses 20 dias foi de 1,5%.

A partir desse parâmetro, você descobrirá se foi uma taxa esperada ou se está abaixo do ideal, ou ainda, para a sua felicidade, se está acima do que foi estabelecido. Tudo isso de acordo com o seu negócio e seu plano de marketing.

4. Taxa de rejeição


Tão importante quanto à taxa de conversão é saber a taxa de rejeição que seu negócio está tendo. A taxa de rejeição diz respeito ao percentual de visitantes que abandonam seu site imediatamente, provavelmente, porque a eles não encontraram na sua loja aquilo que estão procurando, ou seu site lhes parece complicado de usar, ou mesmo, porque seja irritante, cansativo ou outro fator negativo qualquer.

Para se chegar à taxa de rejeição, basta dividir o total de visitantes que abandonam seu site imediatamente pelo número total de visitantes. Depois basta multiplicar o resultado por 100 para chegar ao valor em porcentagem.

Se sua loja, página de vendas ou mesmo landing pages estiverem com uma alta taxa de rejeição, chegou a hora de rever alguns fatores cruciais para o bom desenvolvimento do seu negócio, tais como: o bom design, uma copy atraente e sem erros, ênfase nos benefícios para o cliente, foco no público-alvo certo (dentro de um nicho adequado), usabilidade, entre outros.

5. Taxa de abandono de carrinho


Quando um visitante chega a colocar um item no carrinho, mas não conclui a compra, isto é, abandona no meio do caminho, podem existir diversos motivos para isso. Alguns deles dizem respeito ao próprio cliente, que muitas vezes se arrepende, porque percebe que aquele gasto prejudicará suas finanças do mês ou por qualquer outro motivo relacionado à razão/emoção dele.

Outros motivos dizem respeito à maneira como você está conduzindo o seu negócio e investindo na sua loja, por exemplo: péssima usabilidade, excesso de dados a preencher para finalizar a compra, poucas opções de pagamentos, dificuldades para seguir o caminho até o checkout, entre outros.

A base de cálculo dessa taxa segue o padrão das demais: a razão entre o número de pessoas que não completam o checkout pelo número total de pessoas que iniciaram o checkout, cujo resultado será multiplicado por 100 para se chegar ao valor percentual.

Nota: se sua taxa de abandono de carrinho estiver acima de 65%, é hora de repensar o seu funil e analisar as suas estratégias.

6. Custo por aquisição


Entre todos os indicadores de desempenho, o custo por aquisição (CPA) é o que mais se relaciona aos seus gastos com as estratégias de marketing direto. Isto porque ele diz exatamente quais das suas campanhas de marketing que melhor conduziram a vendas e quais deixaram a desejar, gerando um gasto grande para um retorno muito baixo.

Essa métrica é de suma importância para rever as estratégias de marketing do seu negócio. Para calculá-la, basta pegar o custo total de todas as ações de marketing feitas por uma campanha e dividir pelo número total de conversões.

Não confunda o CPA com o ROI, pois este último se refere ao investimento total do seu negócio (incluindo toda a estrutura), enquanto o CPA diz quanto você precisa gastar para conseguir clientes pagantes. Na realidade, o CPA em boa parte ajuda a determinar o seu ROI. Pois se uma campanha, mesmo que traga bastante visitantes, gerar poucas vendas, ela não pode ser considerada bem-sucedida.

Existem dezenas de outras métricas que devem ser levadas em consideração, sendo estas apenas algumas das principais. Dependendo do seu negócio, você terá que analisar algumas que são peculiares ao seu empreendimento. E de que forma podemos medir esses indicadores de desempenho?

Há no mercado inúmeras ferramentas para isso. Mas nenhuma é tão conhecida como o Google Analytics. Gratuita e com alto índice de confiabilidade, essa ferramenta permite medir grande parte desses KPIs.

Mensurar seus resultados não é só para satisfazer a sua curiosidade de números. Quer saber como os indicadores de desempenho ajudam o seu negócio a obter sucesso? Então confira este post sobre a importância de mensurar de resultados!

Gostou das dicas que falamos neste post para acompanhar o desempenho da sua loja virtual? Então assine a nossa newsletter e receba todos os nossos conteúdos diretamente no seu e-mail!

cta2