Conheça os 6 principais motivos de abandono de carrinho

Post-blog-Conheça os 6 principais motivos de abandono de carrinho

O processo de compra de um cliente envolve algumas etapas como os motivadores de compra (descontos, promoções e outros benefícios), condições de parcelamento, valor do frete, meios de pagamento e o próprio perfil do comprador. Essas e outras etapas influenciam diretamente na taxa de abandono de carrinho na sua loja virtual. Quantos mais empecilhos os consumidores encontram durante o processo de compra, maiores serão as chances de abandonarem o carrinho antes de confirmar o pagamento.

Para compreender melhor essa questão, preparamos uma lista com os 6 principais motivos de abandono de carrinho. Confira!

1. Indecisão por parte do consumidor

Nem sempre o consumidor encontra-se preparado para efetuar uma compra. O que, em muitas vezes, começa por um simples impulso, pode terminar em um carrinho abandonado no e-commerce.

O consumidor é atraído para sua loja virtual por incentivos como a disponibilidade de um produto, seu preço ou frete grátis. Se ao longo do processo de convencimento ele não for suficientemente impactado pelos benefícios que vai ganhar ao adquirir um produto no seu comércio eletrônico, as chances de que ele abandone o carrinho são maiores.

Para reverter esse quadro, faça com que o processo de convencimento da sua loja on-line seja sólido e forte. Comece investindo em uma comunicação eficaz, inclusive, em relação aos benefícios que o consumidor ganhar ao comprar no site.

Se o frete é grátis somente para algumas regiões do país, faça com que essa informação seja exposta ao consumidor antes que o carrinho seja formado — alguns e-commerces usam gifs para comunicar esse tipo de exceção. Na página de cada produto, trabalhe com fotos e textos explicativos, evitando que o consumidor tenha dúvidas sobre suas funcionalidades e características.

2. Problemas na navegação do e-commerce

A navegação, em qualquer site, precisa ser intuitiva e bem resolvida para que o público tenha uma experiência agradável, se interessando em continuar com os processos de compra. Lentidão na transição das páginas, links quebrados, informações confusas e botões que não funcionam causam uma péssima experiência de navegação, criando um cenário de barreiras em que o consumidor se vê obrigado a desistir da compra.

Quando detectar problemas de navegação no seu e-commerce, busque por soluções rápidas para ajudar a questão. Entre as mudanças que podem ocorrer, estão a de plataforma, de servidor e da arquitetura de informações da loja virtual. Tudo deve ser feito em prol de uma melhor experiência de navegação para o seu público final.

3. Limitações nas formas de pagamento

A variedade nas formas de pagamento influencia, bastante, na decisão do consumidor durante a finalização do carrinho de compras. Nesse momento, se não forem disponibilizadas as formas de pagamento aos quais ele está habituado, a probabilidade de abandono de carrinho é maior. Coloque-se no lugar do consumidor, entendendo suas reais necessidades.

A pesquisa Webshoppers 2016, feita pelas empresas Buscapé e E-bit, apontou que, em 2015, 63.5% das compras realizadas em e-commerce foram feitas de forma parcelada — em até 3x. Isso aponta para o uso do cartão de crédito, que além das facilidades relacionadas ao parcelamento, oferece ao consumidor pontuação em programas de fidelidade.

Por esse motivo, a diversificação nas formas de pagamento torna-se necessária para atrair todos os tipos de consumidores, desde os que usam o cartão de crédito aos que optam pelo boleto bancário.

4. O valor e o prazo do frete

Mesmo diante de um cenário de crise, o e-commerce brasileiro continua registrando altas consecutivas no seu faturamento e lucro anual. Um dos motivos que permitiu esse contexto positivo foi a estratégia para oferta de frete grátis. Para que as lojas virtuais se mantivessem competitivas, muitas optaram por rever seus contratos com os fornecedores de logística e transporte. Elas priorizaram os parceiros que ofereciam mais vantagens, principalmente para os consumidores.

Em vez de trabalhar com somente um parceiro de entrega, experimente regionalizar essa situação. Enquanto as transportadoras particulares conseguem preços e prazos excelentes nos grandes centros, os Correios ainda são fortes e presentes no interior do país. Ofereça o poder de escolha ao seu consumidor. Um frete com prazo maior pode ter um preço mais em conta, facilitando o fechamento do pedido e reduzindo as chances de abandonar o carrinho de compras.

5. Excesso de informações e etapas no cadastro

Você já colocou em prática todas as dicas citadas anteriormente, mas mesmo assim o consumidor continua abandonando o carrinho de compras? Verifique como está a situação da área de cadastros da sua loja on-line. Experimente criar um cadastro fictício e sinta a experiência do consumidor.

Excesso de informações e etapas no cadastro afastam qualquer interessado. Qual é a necessidade de saber o nome da mãe do seu cliente? Por que ele deve informar um endereço para cobrança e outro para entrega, se na maioria das vezes é o mesmo? Obrigatoriedade em mais de um campo de telefone? Por qual motivo? O consumidor não é bobo e percebe quando está fornecendo informações a mais.

O mesmo vale para as etapas de preenchimento do cadastro. Se elas forem muitas, as chances de desinteresse são altas. A quantidade de cliques reflete o nível de dificuldade enfrentado pelo usuário durante um cadastro. Prepare-se para rever essa área do seu site. Objetividade acima de tudo!

6. Elementos que distraem o consumidor

Chegou o momento de confirmar a compra, mas algo impediu o fechamento. O que seria? Todas as etapas anteriores foram reformuladas para garantir o processo de convencimento, logo, atente-se ao topo e ao rodapé da sua área de cadastro.

Durante a navegação do e-commerce, essas duas áreas costumam ser cheias de links, banners e outras peças publicitárias que imploram pela atenção do consumidor. Na área de cadastro, elas devem desaparecer. O consumidor está na cara do gol, basta chutar a bola! Não há motivos para distraí-lo nesse momento com um banner sobre promoção ou um link que o leve à sua página no Facebook. Evite, nas páginas de carrinho, cadastro e pagamento, elementos que distraiam o seu cliente.

A taxa de abandono de carrinho de compras deve ser acompanhada de perto no seu e-commerce. Além dela, verifique outros indicadores de desempenho para melhorar a estratégia de marketing, aumentar as vendas e bater as metas de atendimento ao cliente.

Quer melhorar ainda mais o desempenho das vendas? Então confira este artigo com os 6 indicadores de desempenho que sua loja virtual precisa acompanhar!

CTA