Blog da EZ Commerce

SAC 2.0: o que você precisa saber para melhorar o atendimento

Post-blog-sac2

As vendas on-line atraem cada vez mais os clientes e. junto com elas. surgem novas demandas do consumidor. Ter uma grande variedade de produtos e preços atrativos são quase que fundamentais, mas somente isso não é suficiente. Se a compra será feita toda pela internet, então porque não ter um SAC 2.0 que atenda os clientes por diversos canais? (mais…)

Lojas virtuais vendem US$ 5,7 bilhões em 24 horas no Dia dos Solteiros chinês

Dia dos Solteiros faz vendas em lojas virtuais aumentarem na China

A data se tornou o maior fenômeno do comércio eletrônico do mundo

O que começou como uma brincadeira dentro da universidade virou o maior fenômeno do comércio eletrônico do mundo. Tudo começou em 1990, na data 11/11, quando solitários chineses decretaram o “Dia dos Solteiros”. Os chineses se referem à data como Guanggun Jie, ou “galhos sem folhas” – uma referência à falta de descendentes. As lojas virtuais do país chegaram a faturar US$ 5,7 bilhões em 24 horas.

Como resultado da política de filho único e a preferência cultural por homens, há um excesso de cerca de 50 milhões de chineses solteiros do sexo masculino com idade suficiente para se comprometer. Nos últimos 2 anos desde o marcante 11/11/11, eles passaram a sair neste dia do ano para comemorar sua solteirice ou procurar uma parceira. Enquanto isso, gigantes da internet começaram a oferecer promoções que duram 24 horas.

Vendas no e-commerce
Em 2012, foram US$ 3,1 bilhões em compras no “Dia dos Solteiros”, acima dos US$ 1,98 bilhões da última Ciber Monday, dia de descontos nas lojas eletrônicas americanas após o feriado de Ação de Graças.

Na edição 2013 do “Dia dos Solteiros”, o primeiro bilhão de iuans em vendas foi alcançado em apenas 6 minutos, contra 37 minutos em 2012. 2 milhões de unidades de roupas de baixo foram vendidas só na primeira hora. O número total do ano passado foi ultrapassado já por volta da uma da tarde. No balanço final, as vendas totalizaram 5,7 bilhões de dólares.

As estatísticas vem do grupo Alibaba, gigante da internet chinesa que promoveu na sua sede um acompanhamento espetaculoso e em tempo real dos números do evento. De acordo com uma pesquisa da PwC, 70% dos chineses compram em lojas virtuais pelo menos uma vez por semana, contra 40% nos EUA e Reino Unido.

Fonte: Exame
Foto: Wang Zhao/AFP