Blog da EZ Commerce

Marketing para e-commerce: saiba como criar e acompanhar ações online

Post-blog-Marketing para e-commerce saiba como criar e acompanhar ações online

A cada dia que passa, o comércio eletrônico se torna uma rotina na vida dos brasileiros. E não é para menos! Com a ampliação do acesso à internet somada à possibilidade de poder comprar quase qualquer tipo de produto e serviço no conforto de casa, com apenas poucos cliques, sem pegar trânsitos caóticos nem filas homéricas, o setor de e-commerce no Brasil foi um dos que mais cresceu nos últimos anos.

Entretanto, apesar da logística das compras virtuais ser extremamente benéfica tanto para quem vende quanto para quem compra, quem deseja se destacar como um empreendedor da área precisa ficar bastante atento a algumas questões essenciais, como a criação de ações on-line de marketing, por exemplo.

Com o aumento da concorrência no setor, os empresários que não investem em estratégias certeiras de marketing para e-commerce podem acabar amargando péssimos resultados, sendo praticamente “atropelados” por concorrentes mais preparados no assunto.

Por isso, é importante que seu e-commerce possua uma presença sólida dentro do mercado virtual, por meio da criação de ações de marketing eficientes, bem planejadas e acompanhadas ao longo do tempo. Quer saber como? Então continue a leitura deste post, pois é exatamente sobre esse assunto que trataremos em detalhes! Vamos lá?

As especificidades do marketing para e-commerce


A primeira coisa que você, empreendedor do ramo de e-commerce, deve ter em mente ao criar ações de marketing para o seu negócio é que o marketing para e-commerce possui algumas especificidades, bastante distintas do “marketing tradicional” utilizado por lojas físicas, por exemplo.

Em primeiro lugar, as ações de divulgação da sua loja virtual devem ser direcionadas adequadamente ao seu público, que por sua vez, deve ter sido previamente mapeado e delineado. Entenda que, na internet, campanhas de divulgação muito amplas e inespecíficas, como são os anúncios de TV, por exemplo, não costumam gerar bons resultados.

Além disso, antes mesmo da estruturação da sua plataforma on-line de vendas, é necessário pensar em estratégias que deem visibilidade ao seu negócio, dentro de um ambiente tão amplo como o da internet, certo? E isso é conquistado por meio da otimização de processos de SEO (Searching Engineering Optimization), que auxiliam na melhora do ranqueamento da sua loja virtual em motores de busca como o Google.

Da mesma maneira, o marketing voltado ao comércio on-line tem que ser estruturado sempre pensando em gerar leads (potenciais clientes) e, principalmente, em fidelizar os clientes após sua primeira compra. Isso porque o custo de manter um cliente fiel é comprovadamente menor do que o necessário para atrair novos.

Como fazer isso? Proporcionando um ambiente virtual agradável e descomplicado, investindo em ações que visam diminuir o abandono de carrinhos, entregando valor real ao cliente por meio de estratégias de marketing de conteúdo e e-mail marketing e divulgando seus produtos e serviços no local certo, da maneira correta.

Se você ficou um pouco perdido com todas essas especificidades do marketing para e-commerce, não se preocupe: abordaremos, de maneira mais aprofundada, cada uma das questões citadas acima. Confira!

O momento certo de investir no marketing


Muitos empreendedores do ramo de e-commerce pensam que somente depois de investirem na estruturação e na criação de uma plataforma on-line — onde possam oferecer seus produtos — é que se deve partir para os investimentos em marketing e a divulgação do comércio. Entretanto, essa é uma estratégia comprovadamente errônea!

As estratégias de marketing digital devem ser criadas e planejadas juntamente com os planos de nascimento da loja, antes mesmo de o empreendimento estar em plena atividade. Isso porque determinadas estratégias devem ser colocadas em prática no momento da criação do site — como o SEO, por exemplo.

É por meio da busca de palavras-chave pelas quais você gostaria que a sua loja on-line fosse encontrada nos motores de busca que determinados setores ou departamentos do seu site vão ser nomeados. Caso isso não seja feito durante a criação do site e a instalação da plataforma, você já sairá perdendo e terá que reformular o site depois.

E mesmo que você pense que não possui capital suficiente para investir em ações e estratégias de marketing antes mesmo de colocar seu e-commerce no ar, saiba que muitas dessas ações custam pouco, como a criação de um blog e de perfis nas principais redes sociais, por exemplo.

Além disso, o recomendado é que o orçamento do seu projeto de e-commerce divida-se em 30% para a construção da plataforma e 70% para marketing. Sim, isso mesmo! Mais da metade do seu orçamento inicial deve ser destinado à divulgação da sua loja, fazendo com que ela chegue até o seu potencial cliente.

Por isso, caso você esteja planejando entrar para o mundo do e-commerce como empreendedor, tenha isso muito claro em mente: o marketing deve estar presente nos passos iniciais do negócio, ok?

A segmentação do público-alvo


Com a entrada de gigantes do varejo no mundo do comércio on-line, os pequenos e médios empreendedores do ramo estão tendo que criar estratégias cada dia mais refinadas, a fim de manter seus negócios competitivos e sustentáveis no longo prazo. Uma das técnicas mais certeiras quando se fala nesse assunto é a segmentação adequada do público-alvo.

Você, como empreendedor, certamente já ouviu falar ou mesmo já tem construída uma persona para o seu e-commerce, certo? O delineamento correto da persona pode auxiliar sobremaneira na hora de gerar leads e alavancar as vendas do seu negócio.

Entretanto, se o seu objetivo é realmente utilizar o marketing como ferramenta estratégica para a sua empresa, deve ir mais a fundo nesse quesito, segmentando o seu público-alvo. Obviamente, isso só será possível após um certo tempo de atividade, visto que a segmentação é realizada por meio da análise de dados dos seus clientes.

Informações refinadas, referentes a histórico de compras, média salarial, porcentagem de e-mails marketing convertidos, dentre outras, permitirão que você consiga separar seus clientes em grupos ainda mais específicos do que a persona.

Ao fazer essa segmentação, você poderá criar campanhas, ofertas e conteúdos exclusivos e direcionados a cada grupo. O resultado? Taxas de conversão e fidelização ainda maiores!

A definição dos espaços de divulgação


Já mencionamos aqui que o marketing para e-commerce tem suas especificidades, certo? E dentre uma das principais está a definição certeira dos espaços de divulgação da sua loja, do seu produto ou do seu serviço. A compra de espaços publicitários em sites com grande tráfego de pessoas pode ser muito efetiva na atração de leads. Porém, de nada adianta investir grandes quantidades de dinheiro nisso se o alcance será mínimo e o retorno financeiro menor ainda, certo?

Dentro desse contexto, é imprescindível que você fique atento a algumas questões bastante importantes na hora de definir seus espaços de divulgação. A mais importante é saber onde o seu cliente está. No mundo da internet, isso significa estar por dentro de quais portais, sites, blogs e redes sociais seu público-alvo acessa com mais frequência.

Se você possui um e-commerce de artigos esportivos, por exemplo, comprar um espaço de divulgação em um site especializado em culinária ou automóveis não será uma ação muito eficiente, concorda? Por mais que o número de acessos ao site seja altíssimo, a chance dos seus leads estarem por lá é pequena.

A necessidade de automatizar tarefas


Por menor que seja o seu e-commerce ou por mais específico que seja seu nicho de atuação, uma coisa é certa: em determinado momento, você sentirá a necessidade de automatizar tarefas, especialmente quando se trata de campanhas de marketing digital.

Você até pode começar suas ações de maneira manual, mas isso se torna absolutamente inviável com o passar do tempo e com o aumento do número de clientes. Por isso, o ideal é que você automatize determinados processos o quanto antes.

Além de facilitar muito a sua vida, a automação do marketing permite que você meça, de maneira precisa, os resultados de cada campanha, o que faz com que você tenha mais tempo livre para se dedicar a outras questões importantes para o sucesso do seu e-commerce — e que não podem ser realizadas de maneira automática.

Estamos na era da informação e da tecnologia, então utilize isso a seu favor! Softwares de gestão de e-mails marketing são um excelente exemplo de como automatizar tarefas pode ser incrivelmente proveitoso para o seu negócio. Mas existem muitas outras. Busque as que mais se adaptam ao seu e-commerce e ao seu nicho e invista! Acredite, você não vai se arrepender.

4 ferramentas essenciais para alcançar resultados


Até aqui já foi possível ter uma boa noção da importância de criar ações bem estruturadas de marketing para e-commerce, certo? Nesse momento, você pode estar se perguntando o que utilizar, na prática, para realmente alcançar resultados efetivos, não é mesmo?

Para lhe ajudar nessa tarefa, listamos abaixo um grupo de 4 ferramentas que já pode ser considerado um clássico quando o assunto é divulgar estrategicamente seus produtos on-line. Confira:

Marketing de Busca: são as estratégias voltadas para a otimização do seu e-commerce nas principais ferramentas de busca. Referem-se a SEO, links patrocinados e plataformas de comparação de preços, como o Buscapé.

Marketing de Relacionamento: são, na prática, os principais canais de comunicação dos clientes com o seu e-commerce. Perfis em mídias sociais, como o Facebook, o Twitter, o LinkedIn e o Instagram se encaixam nessa categoria, e é essencial que sua empresa esteja presente naquelas mais relevantes para o seu negócio.

Marketing de Display: refere-se à divulgação dos seus produtos por meio de banners em sites, blogs e portais bastante acessados pelo seu público-alvo.

Marketing de Conteúdo: essa ferramenta está pautada na oferta de conteúdo relevante e de qualidade aos seus clientes, por meio de um blog e do compartilhamento em redes sociais.

O cálculo do retorno sobre o investimento


Como empreendedor no setor de e-commerce, você provavelmente já ouviu falar em ROI, certo? Em caso negativo, explicamos: o ROI — da sigla em inglês Return On Investment — nada mais é do que o cálculo feito para saber o retorno que determinado investimento trouxe para o seu negócio.

No caso do marketing, muitos tipos de ações e campanhas podem ter seu ROI calculado de maneira bem simples e direta. Digamos, por exemplo, que você investiu R$ 250 na divulgação da sua loja por meio de anúncios pagos, como o Google Ads, e que essa ação gerou, ao final, R$ 1 mil em vendas.

Ao dividirmos o valor total faturado pelo investimento realizado, chega-se ao ROI daquela campanha de marketing específica. No caso acima citado, o ROI seria 4. Nesse momento você pode estar pensando, esse é um valor bom ou ruim?

A resposta é: depende. Quando se fala em ROI, não existe um número mágico. Obviamente, quanto mais alto ele for, melhor, pois significa, na prática, que seu investimento inicial foi superado em muitas vezes pelo faturamento. Ou seja, ele é um ótimo indicativo para que você determine se está no caminho certo ou se deve rever suas estratégias de marketing.

Também é importante salientar que, apesar de ser uma ferramenta bastante poderosa na hora de medir os resultados de determinada ação de marketing, em alguns tipos de campanhas o cálculo do ROI se torna mais difícil e impreciso. Especialmente em ações de longo prazo, que visam um aumento do engajamento e a fidelização de clientes, saber com precisão o ROI de determinado investimento pode se tornar uma tarefa árdua.

Por exemplo: caso você tenha investido em uma campanha de links patrocinados, gerando, com essa ação específica, um ROI de 5, como medir o retorno do cliente que chegou até a sua loja por meio desse link, mas que já comprou 3 outras vezes depois disso e ainda indicou sua empresa a outros 4 amigos, que também compraram? Nesse caso, o ROI pode ser o dobro ou até mesmo o triplo do que se pode calcular com absoluta certeza. Por isso, esteja sempre atento a essa questão!

A geração de leads para a loja virtual


Para aqueles que buscam criar estratégias de marketing para e-commerce efetivas e que realmente gerem o retorno esperado, é imprescindível ter o foco direcionado a um ponto essencial: a geração de leads.

Leads nada mais são do que potenciais clientes. Aquelas pessoas que estão verdadeiramente dispostas a comprar produtos da sua loja virtual. São os leads, após virarem clientes, que farão seu e-commerce ser um sucesso.

Por isso, atrair e gerar leads para o seu negócio é tão importante. E como é possível fazer isso de maneira correta, indo direto ao ponto e não desperdiçando recursos e tempo em estratégias que não dão certo?

A geração de leads passa por muitos processos, e cada um serve como um “degrau” para o próximo, conduzindo o aspirante a lead por um caminho que foi previamente desenhado por você — o chamado funil de vendas. O final do funil de vendas e, obviamente, seu principal objetivo, é a conversão.

Assim, cada passo da estratégia de geração de leads deve ser cuidadosamente planejado, pois o erro em uma das etapas pode impedir ou diminuir o acesso à próxima. Em função disso, é necessário delinear desde estratégias de marketing de busca e SEO (para que os potenciais leads consigam encontrar seu e-commerce facilmente na internet, em meio a tantas opções), até o oferecimento de conteúdo de qualidade, landing pages bem estruturadas, campanhas de e-mail marketing certeiras e divulgação em canais que realmente gerem leads à sua plataforma.

E se isso tudo lhe parece muito trabalhoso à primeira vista, saiba que apostar em estratégias de geração de leads é extremamente vantajoso para qualquer empreendedor do ramo de e-commerces. Ao abordar diretamente clientes realmente dispostos a comprar seus produtos, seus custos de venda diminuem de maneira significativa, já que a taxa de conversão tende a subir consideravelmente, chegando, em alguns casos, a incríveis 70%!

O aumento contínuo da visibilidade


Como já diria o velho ditado, “quem não é visto, não é lembrado”. Essa máxima não poderia ser mais verdadeira, especialmente quando se fala do universo da internet. Para que você tenha sucesso com o seu e-commerce, é necessário que as pessoas o vejam e saibam que ele existe, não é mesmo?

Em função disso, é essencial que você invista em um aumento contínuo da visibilidade da sua empresa na internet. E quando se trata desse assunto, existem inúmeras maneiras de alcançar os resultados esperados: de curto, médio e longo prazos, baratas, caras, específicas, abrangentes, entre muitas outras.

Uma das maneiras mais eficazes e rápidas de aumentar a visibilidade da sua marca é investir em anúncios pagos, como o Google Ads ou o Facebook Ads, por exemplo. Porém, apesar de gerar resultados comprovados em pouco tempo, o investimento nesse tipo de ação costuma ser alto e dura somente o tempo que o anúncio está no ar.

Por outro lado, outras estratégias para aumentar a visibilidade, além de mais baratas, geram resultados contínuos e exponenciais, apesar dos efeitos só serem comprovados no médio e no longo prazo. É o caso do marketing de conteúdo, em que sua empresa oferece informação e conteúdo de qualidade aos leads por meio de um blog ou de perfis em redes sociais, por exemplo.

A grande sacada aqui, quando se trata do aumento da visibilidade da sua loja, é tentar mesclar as estratégias de curto e longo prazo, sempre levando em consideração as estratégias de SEO em toda e qualquer ação.

Se o seu negócio está começando, pode ser interessante investir em campanhas de anúncios pagos, mas sem deixar de lado as estratégias de longo prazo — mais efetivas quando o objetivo é fidelizar clientes, que acabam se tornando propagadores da sua marca. Entregar valor ao cliente é tão importante quando se fala de e-commerce que falaremos mais detalhadamente sobre o assunto no próximo tópico.

A necessidade de entregar valor ao cliente


A chegada da era da informação e a democratização do acesso à internet no mundo todo vêm mudando drasticamente a maneira como as pessoas consomem produtos e serviços. Mais bem informados e cientes da grande quantidade de opções disponíveis, os consumidores se tornaram mais exigentes, tanto no que se refere ao produto em si quanto à idoneidade da empresa, à qualidade no atendimento e no que ela entrega de valor.

Por isso, é essencial que você utilize o marketing não apenas como uma maneira de divulgar seus produtos e serviços ou alardear aos quatro ventos o quanto sua empresa é incrível. Você tem que, necessariamente, entregar algo de valor ao seu cliente. Do contrário, ele não pensará duas vezes antes de buscar uma empresa que o faça.

Por outro lado, ao fazer com que seu cliente se sinta especial — entregando algo de valor além de seus produtos —, ele se tornará um defensor ferrenho da sua marca, compartilhando seus conteúdos e falando maravilhas da sua empresa aos seus conhecidos e amigos. Ou seja, entregar valor ao cliente é um exemplo típico de uma estratégia ganha-ganha: você deixa seu cliente satisfeito, ele compra mais e ainda divulga a sua marca de graça!

E o que significa, na prática, entregar valor? Alimentar um blog com conteúdos relevantes para o seu cliente, ofertar e-books exclusivos e ricos, construir um relacionamento sólido com seus consumidores e atendendo de maneira rápida e ágil tanto os pedidos quanto as reclamações ou queixas que eventualmente possam surgir são exemplos perfeitos de entrega de valor.

O marketing para e-commerce é uma estratégia que não pode, de maneira alguma, ficar de fora do seu planejamento caso seu objetivo seja se consolidar como uma autoridade dentro do seu nicho de atuação. Entretanto, como você pode perceber ao longo deste post, criar e acompanhar ações de marketing on-line não são tarefas que podem ser feitas sem um mínimo de cuidado e visão estratégica.

Ter em mente o que, como, quando e por que cada ação será criada e divulgada aos seus clientes é essencial. Por isso, não perca mais tempo! Utilize as informações contidas neste artigo como um guia para que você possa criar campanhas realmente efetivas, que gerem visibilidade e lucro ao seu negócio, e colha os frutos dessas ações muito antes do que você imagina!

E se você gostou deste conteúdo e acha que ele foi útil, que tal curtir a nossa página no Facebook? Assim, você ficará por dentro de todos os conteúdos publicados no nosso blog em primeira mão!

CTA