Abandono de carrinho: 5 dicas para reduzir a taxa

Web Segundo dados da pesquisa “O caminho do consumo”, realizada pelo IBOPE E-commerce, 85% dos consumidores preferem comprar online por considerarem os preços mais atrativos do que as lojas físicas, além da variedade de produtos para escolha e a comodidade de receber a entrega em casa ou qualquer endereço que queira. O único porém para os empreendedores digitais é a taxa de abandono dos carrinhos virtuais.

Ainda com dados do próprio IBOPE, a taxa de abandono chega a 63% dos carrinhos, onde a negociação não é finalizada. De acordo com o instituto, as principais causas apontadas pelos usuários para o abandono das compras em canais de e-commerce são:

  • 44% dizem que o valor do frete é muito alto;
  • 41% não estavam prontos para finalizar a compra;
  • 27% dos usuários queriam apenas comparar os preços;
  • 25% acharam o preço dos produtos muito alto;
  • 24% preferiram postergar a compra para outro momento.
  • A realidade é que, durante o processo de compra, muitos usuários acabam lidando com custos extras, seja por causa do frete ou um produto que em uma loja pode ser barato, mas em outra estava com preço acima, o que acaba dificultando o processo final da decisão pela compra e faz com que eles reiniciem o processo de pesquisa dos produtos ou preços.

    Como diminuir a taxa de abandono de carrinho na sua loja virtual?

    Com base nessas pesquisas de e-commerce, conseguimos reunir os principais motivos que levam os usuários a desistirem do processo de compra. Continue acompanhando e descubra como reverter a taxa de abandono e aumentar as conversões do seu canal de e-commerce.

    1. Ofereça frete grátis para os seus usuários

    Sabemos que, muitas vezes, é difícil oferecer frete gratuito, mas devemos oferecer algumas opções para ajudar o cliente. A maioria das lojas virtuais oferece 3 opções de entrega: expressa, agendada e comum, cada uma com prazos e valores diferentes. Assim, o cliente tem a opção de escolha, de acordo com a necessidade dele.

    Por outro lado, também existem outras opções que devem ser consideradas, como contratar empresas especializadas em entregas de encomendas, serviço de motoboy com roteirização ou o e-Sedex, serviço exclusivo dos Correios para empresas de e-commerce, com preços diferenciados.

    Aproveite também para implantar estratégias que aumentem o seu ticket médio de compras. Por exemplo, se a maioria dos pedidos em sua loja virtual gira em torno de R$150,00, você pode passar a oferecer frete gratuito para compras acima de R$200,00. Esta é uma boa oportunidade para aumentar o seu faturamento elevando o ticket médio.

    2. Ajude o seu visitante no processo de compras

    Muitas vezes, o visitante do seu site não está totalmente preparado para realizar a compra, mas é fato que, se ele encontrou a sua loja, esta pode ser a sua única oportunidade para convencê-lo a comprar os seus produtos. Ofereça uma experiência impecável do fluxo de compras, além de garantir a qualidade do site, o máximo de informações e fotos dos produtos, segurança, atendimento e opções de pagamento.

    Todos estes passos são essenciais para garantir uma experiência de compra agradável. Além disso, o seu site precisa ser rápido, pois o cliente pode perder o interesse se alguma página demorar a carregar. A gigante Amazon calculou uma vez que, a cada 100 milissegundos de melhoria no site, as conversões em vendas melhoravam 1%. Então, invista sempre na verificação e soluções tecnológicas para o seu canal de vendas online.

    Além disso, o cadastro precisa ser simples e muito bem-feito para não gerar dúvidas no momento do preenchimento, ou seja, a quantidade de dados e campos deve ser muito bem pensada. Repare como a maioria das lojas virtuais divide o processo de compra em várias telas, com poucas informações para preenchimento.

    3. Utilize os comparadores de preços

    Depois de um tempo de existência, você começará a perceber que muitas das desistências e abandonos do carrinho de compras não passaram de pesquisas de compras, valores e frete. Por isso, é importante que você realize campanha de remarketing para convidar o usuário para finalizar a compra.

    Essas campanhas podem ser feitas por meio de campanhas na internet, redes sociais ou e-mail marketing; inclusive, sugerimos que você faça experiências e testes para descobrir qual é a melhor maneira de recuperar o seu cliente. Porém, segundo especialistas de e-commerce, enviar um e-mail até 20 minutos da saída do site tem sido mais eficaz para recuperar vendas não realizadas.

    Outra opção que pode ser utilizada para evitar esbarrar com consumidores indecisos ou ainda não preparados para realizar a compra, é investir na divulgação da sua loja virtual nos comparadores de preços, como o Buscapé, Google Shopping, BondFaro, entre outros. Você só precisará cadastrar os seus produtos, descritivo completo, preço e um link para acesso. Toda vez que alguém pesquisar nesses sites, a sua loja pode aparecer nos resultados.

    4. Analise os preços dos seus produtos e dos concorrentes

    A principal estratégia para performar melhor o seu canal de e-commerce e evitar o abandono de carrinho é monitorando o mercado. É importante que você tenha uma estratégia bem definida de preços e que sejam justos de acordo com a diretriz do seu site. Como vimos no estudo do IBOPE, 25% das pessoas desistem da compra por achar o preço alto.

    Caso o seu produto seja diferente da concorrência, é importante evidenciar as diferenças e demonstrar os benefícios que o cliente terá adquirindo no seu site. Do contrário, é necessário que você monitore constantemente a concorrência para comparar os preços e acompanhar os valores praticados pelo mercado.

    5. Ofereça novas opções de compras para seus visitantes

    Muitas vezes, o consumidor pode estar na etapa inicial do processo de compra, levantando um problema ou pesquisando fornecedores. Por isso, pense em incluir nas suas páginas sugestões de produtos relacionados. Esta estratégia pode ser muito útil quando o cliente ainda não tem certeza quais produtos exatamente deseja comprar.

    Muitas vezes, a sugestão de produtos relacionados atua como um comparativo de opções que o cliente pode considerar no processo de compra. Por isso, é importante que os seus produtos estejam agrupados corretamente para que a ferramenta de sugestões e produtos relacionados funcione adequadamente.

    Seguindo estas 5 dicas e acompanhando frequentemente os indicadores do seu e-commerce, como a taxa de conversão, valor do ticket médio e a taxa de abandono do carrinho de compras, você terá uma operação totalmente focada na experiência de compra do seu consumidor, o que ocasionará a diminuição da taxa de abandono e, consequentemente, o aumento no seu faturamento.

    Agora que você aprendeu algumas dicas sobre como reduzir a taxa de abandono de carrinho na sua loja virtual, fique por dentro das nossas últimas notícias assinando a nossa newsletter!