Aprenda a segmentar seu público-alvo de forma eficiente

imagem_topo

Uma das primeiras perguntas a se fazer na hora de começar um novo negócio é: “quem seria o cliente perfeito para minha solução?”. Fazer a segmentação do público-alvo é imprescindível para acertar na resposta.

Uma vez que essa pergunta for respondida, é possível desenhar um plano e garantir que sua marca seja não apenas vista, mas também conquiste a confiança desse consumidor. Algumas empresas já têm anos de mercado, mas ainda não se deram conta da importância de compreender melhor seus consumidores.

Quando sua empresa sabe com quem está falando é possível economizar bastante com marketing, direcionando seus investimentos para a parcela do público realmente interessada nos seus produtos e serviços. Quer aprender como determinar sua audiência sem problemas? Siga estes 8 passos para uma segmentação de mercado eficiente!

PRIMEIRO PASSO: compreenda seus pontos fortes

Toda invenção cumpre uma necessidade e o que você oferece não pode ser diferente! Muitas empresas têm dificuldade de entender o diferencial por trás dos seus produtos e acabam lutando para articular quais problemas eles podem resolver e porque as pessoas deveriam comprá-los.

Antes de definir o público-alvo, será preciso compreender intimamente o que sua organização vende.

Descreva o que seu produto faz e em que tipo de situação de uso se encaixa, tentando resumir isso a duas ou três frases curtas. Liste os recursos da ferramenta e faça um brainstorming dos diferentes tipos de benefícios que cada um deles pode oferecer ao mercado.

Crie e defina exemplos de como tais vantagens podem ser aplicadas à rotina e, a partir daí, se pergunte quem enfrenta desafios similares com frequência.

SEGUNDO PASSO: conheça a audiência existente

Digamos que sua empresa não está começando agora e já tem um portfólio de clientes modesto. Compreender as características compartilhadas por esse público, seus padrões de compra e necessidades é o segundo passo para segmentar sua audiência.

Entre em contato com esses clientes e construa conhecimento a partir daí, percebendo quais diferenciais tornaram sua marca a escolha óbvia. Invista em CRM para gerenciar o relacionamento com o consumidor e compilar essas informações em um só lugar.

Existem alternativas específicas adequadas ao tamanho e perfil de cada empresa, que dispõem de recursos analíticos capazes de evidenciar a distribuição geográfica da carteira de clientes atual, sua faixa etária e hábitos de compra.

TERCEIRO PASSO: entenda seu público a fundo

Para cada cliente existem inúmeras variáveis a se considerar. Imagine que sua empresa é dona de uma loja para produtos de bebê.

O público-alvo “mães com filhos pequenos” talvez não seja específico o bastante para orientar todas as suas ações de marketing. Quanto mais afunilado for esse perfil, mais eficaz sua segmentação de clientes.

É preciso separar mães jovens e aquelas um pouco mais maduras, as que vivem em grandes centros das que moram em cidades médias e assim por diante. Cada uma delas procura coisas diferentes e quanto mais específicas forem suas ações, melhor!

Descubra tudo que puder sobre seus consumidores, tente entender que tipo de conteúdo consomem, quais revistas, sites e blogs os influenciam e reserve recursos para experimentar abordagens específicas para esses nichos.

Na hora da pesquisa, busque em redes sociais e veículos especializados a informação necessária para traçar esses perfis sem precisar investir alto.

QUARTO PASSO: desafie suposições

Não importa quanta experiência seus gestores têm ou o quão bem conhecem seus mercados. É preciso pensar fora da caixa e desafiar suposições quando o assunto é segmentação de público-alvo.

Compare a percepção da equipe de vendas com pesquisas feitas diretamente junto ao consumidor, a fim de identificar as diferenças entre o que sua equipe de marketing assume e a realidade.

Busque basear toda suposição em personagens reais e aja sempre sobre o feedback recebido, mesmo que isso entre em conflito com a ideia de negócio que você tinha originalmente.

Jamais siga uma hipótese defeituosa se puder aprender com o mercado.

QUINTO PASSO: observe a concorrência

Criar um produto completamente inovador, sem concorrentes diretos, pode ser uma faca de dois gumes. Ao mesmo tempo que sua solução tem o potencial de dominar o mercado, precisa desbravá-lo sozinha.

Boa parte das empresas, porém, surge para oferecer versões melhores (e mais incrementadas) de uma ideia já existente. Quando esse é o caso, convém conhecer tão bem seus concorrentes quanto a si mesmo.

Comece pela empresa que domina o mercado atualmente e tente entender de quais estratégias ela se vale na hora de fechar negócio.

Esses insights vão lhe ajudar a entender melhor o tipo de público que seu negócio precisa atingir e economizar tempo e dinheiro.

Faça uma lista dos seus principais competidores e aproveite para tentar encontrar um recorte de audiência que a competição ainda não capturou.

SEXTO PASSO: crie uma persona (ou várias!)

Buyer personas são ferramentas indispensáveis nas estratégias de marketing. Esses perfis semificcionais que representam seu consumidor ideal são uma ótima forma de consolidar tudo que você aprendeu sobre seu cliente até agora.

Boas personas contém informações demográficas e psicológicas. Descreva características como renda, sexo, idade, estado civil, status de trabalho e nível educacional, além de dados sobre o que motiva seu comprador ideal.

Inclua hobbies, comportamentos, valores e interesses que resumem de forma concisa os problemas e hábitos do seu público-alvo.

SÉTIMO PASSO: descubra onde seu público está

Para uma segmentação de público-alvo realmente eficaz é preciso identificar que locais seus possíveis clientes frequentam e onde buscam conteúdo. Na internet, isso significa compreender quais são seus canais de comunicação preferenciais e analisar de onde eles se originam.

Hora de ficar atento ao Analytics! Com a ferramenta é possível entender a origem de cada clique e quantificar os efeitos das suas campanhas de e-mail, posts nas redes sociais e publicidade pay per click.

Identifique os canais que funcionam melhor com seu nicho e saiba quando inovar. Novas mídias podem ser aliadas, mesmo que seu público ainda não esteja lá e consolidar sua presença antes dos concorrentes pode recompensar no futuro.

Faça muitos testes, experimente executar pequenas campanhas simultaneamente e compare com atenção o resultado de cada uma delas. Só assim será possível traçar perfis mais próximos da realidade de quem procura seus produtos e serviços.

OITAVO PASSO: esteja preparado para se adaptar

Marcas evoluem rapidamente nesse cenário de novas tecnologias e suas campanhas devem acompanhar o ritmo. A velocidade da informação tem efeito sobre a percepção do consumidor e passar muito tempo insistindo num canal que não traz os resultados esperados pode acabar com seu marketing on-line.

Tente não investir tempo demais em uma ideia, revise suas personas periodicamente e realize pelo menos uma atualização anual nos dados demográficos que orientam sua estratégia. Tente sempre imaginar seu produto e seu negócio em cinco anos e domine a linguagem e tecnologias disponíveis para se aproximar do consumidor.

Conforme o negócio evolui, não espere que o cliente fique parado no tempo. Caminhe junto com ele e esteja pronto para perceber suas novas necessidades, assim que se fizerem evidentes.

Gostou dessas dicas para arrasar na segmentação do público-alvo? Então curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de outras dicas para obter sucesso com um negócio on-line!

CTA