Checkout simplificado tem grande importância para as vendas no e-commerce

img

Diversos fatores são responsáveis pelo sucesso de um e-commerce, como a logística e a facilidade de navegação na plataforma da loja virtual, entre outros processos que devem ser aprimorados constantemente.

E, com esse foco em otimizar os pontos mais gerais em relação à experiência do cliente dentro da loja virtual, muitos gestores acabam esquecendo de se concentrar em um dos fatores que, embora mais específico e pertencente aos estágios finais da decisão de compra, é um dos mais importantes: o checkout.

De suma importância para a efetivação da compra, o checkout é a última etapa que antecede a almejada conversão, e se o processo não for simples para o cliente, o que era uma conversão iminente pode ir por água abaixo. Confira agora porque simplificar este processo é tão importante para aumentar as conversões do seu e-commerce.

Se você tem uma loja virtual e se pergunta como pode começar a otimizar o checkout, considere prioridade o tempo do cliente. O sistema do site precisa deixar claro quais etapas esse potencial comprador precisará transcorrer para, enfim, finalizar a compra.

Uma medida interessante para isso é implementar indicadores de sessão dentro do sistema, permitindo que, dado o início do checkout, o cliente tenha a noção de qual etapa ele se encontra, como carrinho de compras, cadastro de endereço de entrega e pagamento, sempre evitando redundâncias. Direcionar o cliente para o carrinho cada vez que ele coloca um produto lá não é uma prática convidativa para que ele finalize a compra.

A fluidez no processo é fundamental, a partir do momento que a chance de desistência é iminente. Em uma geração na qual tudo precisa ser ágil e prático em virtude da rotina cada vez mais corrida, um dos recursos dos quais os seus clientes menos dispõe é tempo, e eles não vão gastá-lo em um checkout embaraçoso. Eles sabem que eventualmente terão que informar o endereço de entrega, cadastrar informações pessoais, residenciais e tudo mais, mas nem sempre está disposto.

Diante disso, é extremamente importante que a loja priorize as informações a serem cadastradas antes de efetivar a compra, requisitando somente o necessário para não engessar o processo, como o CPF, e-mail, e endereço de entrega, deixando as preferências de e-mail marketing e informações menos pertinentes para um segundo momento, durante o pós-venda.

A questão da navegabilidade é outro ponto que merece atenção. A dificuldade de localização de elementos e botões importantes dentro e-commerce pode desmotivar o cliente a finalizar a compra, mesmo que diversos outros fatores já o tenham atraído.

Os famosos Calls to Action – chamadas para ação – são elementos fundamentais em todo o conjunto de etapas do processo de vendas, tendo forte influência na tomada de decisões do comprador. Elementos importantes do checkout, como os botões de acesso ao carrinho, de cálculo de fretes, de adicionar cupom e de finalizar compra devem ter destaque na interface.

Aprimorando a experiência móvel

Esses elementos citados são ainda mais relevantes para os usuários de smartphones e tablets. Vivemos em uma era de mobilidade, onde as pessoas anseiam por praticidade em tudo o que faz parte das atividades da rotina comum, e comprar online é uma destas atividades. Se uma plataforma de vendas online dificulta a navegação cujo acesso se dá por computadores, imagine então se o acesso for oriundo de um smartphone.

Além de manter a interface precisa e enxuta, tornar o layout da loja virtual responsivo – ou seja – acessível a qualquer tipo de dispositivo – é crucial. Perante um acesso móvel, a tela em que serão exibidos os elementos do layout é muito menor, e caso não haja um mecanismo que adapte estes elementos, a interface vai virar um verdadeiro ‘carnaval’. Isto, portanto, dificultará imensamente a navegabilidade do cliente, aumentando consideravelmente as chances de que a venda não seja concretizada.

Pode acontecer, também, que o cliente queira consultar algum dado fornecido por ele em uma etapa anterior. Portanto, deixá-los todos à mostra e acessíveis também são um diferencial que ajuda no processo de checkout.

Um bom trabalho e planejamento de UX (user experience – experiência do usuário) pode ser mantido na mesma interface em que o cliente está cadastrando mais dados, tudo de forma harmônica e sem atrapalhar o prosseguimento do processo.

Por fim, o conjunto de possibilidades que o e-commerce oferece na hora do checkout, como formas de pagamento, custos e prazos de entrega, atualização de rastreamento, também exerce um grande fator de decisão na hora de concluir a compra.

Ferramentas relativamente novas e em constante adoção por parte de vários e-commerces, os gateways de software integram o ERP da loja virtual com os sistemas dos transportadores, permitindo ao cliente escolher o frete que melhor atenda às suas necessidades em relação a custo e prazo de entrega.

Facilitar a compra é crucial para evitar insatisfações por parte dos clientes e manter o número de conversões sempre em alta.

Henrique Mengue

CEO da EZ Commerce, plataforma de comércio eletrônico vencedora do Prêmio MercadoLivre de Empreendedorismo 2015, na categoria “Melhores Práticas em Tecnologia” – www.ezcommerce.com.br

CTA