Já Começou a Vender Através dos Marketplaces?

Web

Entenda melhor sobre a tendência dos marketplaces

Há alguns anos, os temas mais discutidos entre lojistas, plataformas, agências e demais profissionais da área era sobre Otimização de Campanhas para lojas virtuais. Onde tentavam desvendar formas para gerar mais receita equilibrando os investimentos na divulgação, desafiar a criatividade e saúde financeira das operações e enfrentar a concorrência, que em determinados grupos concentra 20% de todas as compras online realizadas no Brasil.

Web

logo_mktplaces

Os consumidores procuram cada vez mais comprar com facilidade, encontrando tudo em um só lugar. Não é à toa que as compras através dos marketplaces tem ganhado cada vez mais adeptos.

Com o tempo, boa parte destas questões foram suprimidas pelos Marketplaces. Talvez não fosse prioridade focar mais em canais de divulgação do que em otimização das campanhas. Menos ainda, se preocupar com a concorrência, afinal ela mesma estava abrindo as portas e oferecendo uma valiosa opção de divulgação, exigindo uma contrapartida muito simples: Um percentual sobre a venda. Algo direto, sem cálculos imensos ou fatores que pudessem gerar uma transação muito complexa.

A partir deste momento surge um formato de divulgação pós pago, seguro e com antecipação de recebíveis, onde o lojista paga apenas se obtiver resultado. Isto é, algo muito desejado quando comparado a campanhas em sistemas de busca ou comparação de preços, onde o clique (independentemente de qualquer efetivação) já demandava investimento, mesmo que centavos.

Vimos um crescimento potencial, mais notório, em 2013, especialmente com o amadurecimento do Black Friday, onde players maiores e mais conhecidos passaram a investir até mesmo em anúncios de televisão, fugindo da exclusiva estratégia online.

Neste período, ao abrir as portas para que produtos de outros lojistas pudessem ser vendidos, players maiores passaram a conquistar “novos estoques” sem necessidade de comprá-los e os anunciantes (lojistas teoricamente menos conhecidos) ganharam uma vitrine potencial. Que além do resultado quase garantido (sem demanda de investimento prévio), estavam vinculando suas marcas aos maiores portais da internet, ou seja, uma relação Ganha x Ganha quase intocável.

É vantagem para meu negócio vender nos marketplaces?

Não é novidade, que grande parte das operações de e-commerce fecha no primeiro ano, especialmente por uma questão de expectativa. A definição de fornecedores, soluções tecnológicas, equipe, logística, projeção financeira e demais imposições para o início de uma operação, nem sempre são acertadas logo no início, gerando um jogo de equilíbrio permanente.

Depois que tudo isso é resolvido, ao se deparar com um formato de mídia que exige de 12% a 20% sobre o valor de uma venda, o lojista precisa remanejar a estratégia para que a venda nos marketplaces não se torne prejudicial.

A venda de um único item deve mensurar uma série de custos vinculados a toda operação, transformando até mesmo frete e antecipação de recebíveis em serviços que equilibram as contas, uma vez que as vendas por si só não fazem isso quando pensadas (em um primeiro momento) para a competitividade.

Analise o preço do produto e descubra!

O processo mais rápido é avaliar se o volume mais antecipação de recebíveis, sem risco de chargeback (benefícios oferecidos nesta modalidade) podem compensar esse tipo de divulgação, ao menos no médio prazo.Vender nos marketplaces pode ser muito distante da realidade de muitos lojistas, se esta conta ficar em aberto precisa ser fechada com a compensação dos benefícios (sem investimento prévio, antecipação de recebíveis, sem chargeback e volume). Se isto ocorrer, você começa a se encaixar no perfil de vendedores para essa tendência do mercado atual.

Alguns clientes da EZ Commerce trabalham com 1MM de faturamento mensal e, possuem 80% desta receita advinda de marketplaces. Isto não significa, ou sequer garante, que a saúde financeira da loja vá melhorar significativamente. Afinal, estamos falando de uma comissão que afeta de forma considerável a margem do produto, mas permite que milhares de novos consumidores conheçam sua marca e possam retornar a seu site em um segundo momento.

Esta é a hora de ficar atento e tentar conquistar estes novos consumidores com um serviço de entrega excelente, com incentivos para a próxima compra, mas desta vez diretamente na sua operação.Isso mostra que pode compensar, e muito, você tentar fechar esta conta e olhar o lado positivo dos marketplaces. Em resumo:

Web

Conte com a EZ Commerce para te ajudar em todo planejamento da sua loja virtual.

Além da tecnologia, podemos atuar na definição de suas estratégias. A EZ Consulting – programa de consultoria – é formado por profissionais experientes e possui em seu histórico a atuação em grandes operações do varejo nacional, auxiliando lojistas no momento de sua implantação e no aumento constante de seu desempenho.

Web