Brasil é 8° país com mais potencial no comércio eletrônico

Brasil está entre os 8 primeiros com maior potencial para crescer.

O Brasil está entre os oito países com maior potencial no varejo on-line. A informação é baseada no índice de E-Commerce de Varejo Global criado pela A.T. Kearney. A consultoria avaliou 186 países em nove variáveis separadas em quatro dimensões fundamentais: atratividade do mercado on-line, comportamento do consumidor, infraestrutura e potencial de crescimento.

Com isso, 30 países receberam notas em uma escala de 0 a 100 pontos. Quanto mais alto no ranking, maior o potencial de retorno sobre o investimento (ROI) a curto prazo em varejo on-line naquele país. Com exceção da China, todos que estão na frente do Brasil são países desenvolvidos pertencentes ao G8.

No nosso caso, é a última: “As principais deficiências do Brasil continuam sendo relacionadas aos investimentos em infraestrutura logística, que não tem acompanhado o crescimento do mercado online.”, aponta Esteban Bowles, sócio da A.T. Kearney no Brasil e líder da prática de Varejo e Bens de Consumo na América do Sul.

O executivo afirma ainda que a densidade urbana como outra variável ruim para mercado brasileiro de comércio eletrônico, cuja receita é de 11 bilhões de dólares por ano. Já a força das redes sociais no Brasil é vista como vantagem.

O crescimento anual de 27% do varejo on-line na América Latina nos últimos 5 anos supera a média mundial (17%) e da região Ásia-Pacífico (25%). “Os consumidores nos mercados em desenvolvimento estão adotando rapidamente comportamentos similares àqueles dos países mais desenvolvidos”. nota Mike Moriarty, sócio da A.T. Kearney e co-autor do estudo.

Fonte: Exame