E-Consumidor prefere atendimento público