O que fazer para não perder seu posicionamento orgânico

Web

Sabemos que mudar de plataforma é algo extremamente complexo, exigindo a atenção especial do lojista em diversos aspectos da migração, principalmente quando a loja virtual já está indexada e bem posicionada nos buscadores e que boa parte do tráfego da loja virtual vêm destas origens. Por isso, a escolha da plataforma deve ser muito bem analisada para que o tráfego da loja virtual não sofra com a migração e, com isso, a queda nas vendas. A escolha da plataforma deve ser baseada em recursos específicos de SEO, para que o posicionamento orgânico atual não seja comprometido e todo o esforço realizado com a plataforma anterior jogado fora. Para isso vou elencar funcionalidades que a nova Plataforma de E-commerce deve ter para manter, e melhorar, o posicionamento orgânico da Loja Virtual.

5

URLs Amigáveis

O novo sistema deve, obrigatoriamente, ter a sua estrutura de URL mais amigável possível ao usuário, isso quer dizer que ela deve ser de fácil identificação do conteúdo antes mesmo do usuário acessar a página, vendo apenas qual o destino do link a ser clicado.

Além disso a URL deve comportar as principais palavras-chave do conteúdo da página. Uma página de produto por exemplo, deve comportar o nome do produto e opcionalmente mais algumas informações como a marca. URLs de categorias e marcas devem seguir o mesmo padrão, para facilitar a plataforma pode gerar as URLs automaticamente a partir do nome do produto, categoria e nome da marca. Neste modelo o lojista não precisa se preocupar em criar cada URL podendo concentrar esforços em outros aspectos da migração.

Exemplo: www.sualojacom.br/nome-do-produto-e-marca/

6

Robots.txt e Sitemap.xml

O arquivo Robots.txt é um arquivo de texto que por convenção deve estar no diretório raiz do web site. Nele deve conter diretivas que informam aos robôs de busca quais as URLs ele pode indexar e ranquear e quais delas não pode. Isso facilita o rastreamento das URLs otimizando a indexação e agilizando o posicionamento das URLs.

No arquivo robots.txt deve conter também o endereço do Sitemap.xml. O Sitemap.xml é um aquivo que lista todas as URLs existentes da loja virtual, sejam elas, produtos, categorias, marcas, textos institucionais e hotsites. Além de conter as URLs das principais páginas da loja e de todos os produtos, o sitemap.xml deve conter também as imagens dos produtos para que através da pesquisa de imagens nos buscadores os usuários consigam encontrar a loja através delas.

7

Redirect 301

Você já deve ter percebido que as URLs são de suma importância para uma indexação eficiente e um bom posicionamento nos buscadores. Por isso, para quem está realizando a migração da plataforma da loja virtual não pode esquecer de realizar todos os redirecionamentos das URLs antigas para as novas. A nova plataforma deve permitir o cadastro de todas as URLs de forma que o sistema possa informar aos buscadores que a URL foi movida permanentemente para uma nova URL. Este processo é de extrema importância para manter a indexação e o posicionamento adquiridos no sistema antigo, sem isto todo o posicionamento já adquirido na antiga plataforma poderá ser perdido e o tráfego da loja no novo sistema comprometido, e junto com isto a queda imediata da receita.

8

Canonical Tag

Continuando com o gerenciamento das URLs da loja virtual, a Canonical Tag serve exclusivamente para evitar duplicidade de conteúdo em URLs distintas, e isto é algo que os buscadores levam em conta no posicionamento das páginas. A questão aqui é que conteúdos iguais respondendo por URLs diferentes, fazem com que os buscadores não saibam qual a URL corresponde a URL principal daquele conteúdo, e faz com que divida a pontuação do ranqueamento em duas ou mais URLs. Por isso, uma plataforma deve fazer a administração destas URLs utilizando a Canonical Tag.

A Canonical Tag diz para o robô de busca qual é a URL principal daquele conteúdo, então, quando o robô acessa uma URL que não é a URL principal, o buscador simplesmente utiliza a URL Canonica para atribuir a pontuação do ranqueamento. Uma plaforma que não realiza este controle causa uma perda muito grande de relevância das páginas desperdiçando pontos em URLs desnecessárias.

9

Meta Title e Meta Description

Assim como um artigo de jornal, uma página web deve conter um título e uma introdução que servem para chamar a atenção do usuário para o conteúdo que está a seguir. A partir deles os buscadores saberão de qual assunto a página se refere e exibirá em seus resultados: o título e uma breve descrição daquela página. Por esse motivo, estes itens são tão discutidos e documentados no estudo do SEO, tendo uma alta relevância no posicionamento da páginas nos resultados.

A otimização do título deve utilizar as palavras chaves mais relevantes da página. No caso da loja virtual, o título da página deve ser o título do produto e, se possível, o nome da loja virtual após o nome do produto. Ex.: Iphone 6s 64GB – Minha Loja

A meta description por sua vez deve chamar a atenção do usuário utilizando call-to-actions convidando-o a acessar a página. Uma boa descrição tem o poder de levar o usuário a clicar no link, mesmo que a página não esteja no primeiro resultado, por isso, a elaboração da descrição deve ter uma atenção especial no cadastro dos produtos na nova plataforma.

10

SEO para Imagens

As imagens geralmente são negligenciadas quando o assunto é SEO, mas elas tem uma alta significância no tráfego de uma loja virtual. Verifique se na nova plataforma escolhida as imagens dos produtos são otimizadas para SEO.

Para os buscadores uma boa imagem é aquela onde o nome do arquivo contém o assunto da imagem, os buscadores também dão preferência para imagens de boa qualidade, tamanhos grandes e, por incrível que pareça, imagens de fundo branco. Por isso, pense bem antes de publicar imagens com um fundo diferente ou com marca d’água. Imagens deste tipo certamente não serão exibidas nas primeiras posições nos resultados de buscas por imagens, perdendo todo o possível tráfego que a busca de imagens pode gerar para uma loja virtual. Além disso, sabemos que boas fotos de produtos aumentam a conversão da loja virtual pois elas podem dar detalhes que muitas vezes não estão descritas nas informações do produto na loja.

11

Schema.org (Estruturação de Dados)

O Schema.org foi criado para facilitar o entendimento do conteúdo das páginas de um site por parte dos robôs de busca. Com eles os desenvolvedores atribuem determinadas tags e parâmetros no código fonte (html) da página, informando ao robô do que se trata aquele determinado trecho do código. Com ele é possível enriquecer os resultados de busca utilizando, por exemplo, as resenhas dos usuários sobres os produtos, o que aumenta consideravelmente o destaque do resultado com a exibição das “estrelas” dadas pelos usuários àquele produto, elevando a taxa de cliques.

Muitas vezes, os resultados enriquecidos pelo schema geram um tráfego maior do que o resultado que está na primeira posição e que não exibe a pontuação das resenhas dos usuários na busca. Além disso, é possível exibir o preço do produto e a disponibilidade antes mesmo que o usuário acesse a página. Tudo isso alinhado a um bom título (meta title) e uma descrição (meta description) convidativa, gerará a confiança necessária que os usuários precisam para clicar no resultado e realizarem suas compras na Loja Virtual.

Por Ivan Correa
Cofundador e Gestor de Produto

RodapéEbookBastidores2